Quem vai lá? Compreendendo permissões em UNIX

Ao contrário de alguns sistemas operacionais, UNIX foi projetado desde o início para ser usado por mais de uma pessoa. Como todos os sistemas multiusuários, UNIX mantém o controle de quem possui o quê arquivo e que pode fazer o que com cada arquivo. permissões

Conteúdo

anexado a cada arquivo e diretório determinar quem pode usá-los.

Permissões vêm em três tipos:

  • A permissão de leitura: Permite-lhe olhar para um arquivo ou diretório. Você pode usar gato ou um editor de texto para ver o que está em um arquivo que tem permissão de leitura. Você também pode copiar este tipo de arquivo. Permissão de leitura para um diretório permite listar o conteúdo do diretório.
  • Permissão de gravação: Permite que você faça alterações em um arquivo. Mesmo se você pode escrever (mudança) um arquivo, você não pode necessariamente excluí-lo ou mudar o nome ele- por essas ações, você deve ser capaz de escrever no diretório em que o arquivo reside. Se você tem permissão de gravação em um diretório, você pode criar novos arquivos no diretório e apagar arquivos a partir dele.
  • Permissão de execução: Permite que você execute o programa contido no arquivo. O programa pode ser um verdadeiro programa ou um script shell. Se o arquivo não contém um programa, permissão de execução não fazê-lo muito bom e pode provocar o shell para reclamar amargamente enquanto ele tenta (a partir de seu ponto, em vez dim de vista) para fazer sentido do seu arquivo. Para um diretório, permissão de execução permite que você abra arquivos no diretório e use cd para ir ao diretório para torná-lo seu diretório de trabalho.

grupos de rock, grupos de pop e grupos UNIX

Cada usuário UNIX é um membro de um grupo. Quando o administrador do sistema criado seu nome de usuário, ela atribuiu a um grupo. Para ver qual grupo você está, tipo identidade.

Você vê algo como isto:

uid = 113 (margy) gid = 102 (convidados) grupos = 102 (convidado), 101 (livro), 103 (queijo)

Grupos geralmente indicam o tipo de trabalho que você faz. UNIX usa grupos para dar um monte de gente (o departamento de contabilidade, por exemplo) as mesmas permissões para usar um conjunto de arquivos. Todas as pessoas que trabalham em um projeto particular são geralmente do mesmo grupo para que eles possam olhar e talvez alterar arquivos uns dos outros.

No Linux e BSD, você pode estar em vários grupos de cada vez, o que é útil se você estiver trabalhando em vários projetos. Para descobrir o que os grupos que você está, tipo grupos.

Isso é meu!

Cada arquivo e diretório tem um proprietário e um proprietário do grupo. o proprietário é geralmente a pessoa que fez o arquivo ou diretório, embora o proprietário pode, por vezes, alterar a propriedade do arquivo para outra pessoa. o proprietário do grupo é geralmente o grupo ao qual pertence o proprietário, embora o proprietário pode alterar proprietário do grupo de um ficheiro para um outro grupo.

Quem pode fazer o quê?

Para ver quem pode fazer o que para um arquivo, use o comando ls com a opção -l. Digite esta linha:

ls -l meuarquivo

Você vê algo como isto:


-rw-r - r-- 1 margy staff335 22 de janeiro 13:23 meuarquivo

Se você não especificar um nome de arquivo (neste caso, myfile), UNIX lista todos os arquivos no diretório, que muitas vezes é mais útil. Para cada arquivo, esta lista mostra todas as informações seguintes:

  • Quer se trate de um arquivo, ligação simbólica, ou diretório. O primeiro caractere na linha é um hífen (-) se for um arquivo, um eu se é uma ligação simbólica, e uma d se é um diretório.
  • Se o proprietário pode ler, escrever ou executá-lo (como mostrado pelos próximos três personagens, de 2 a 4, na linha). O primeiro caractere é um r se o proprietário tem permissão de leitura ou um hífen (-) se não. O segundo personagem é um W se o proprietário tem permissão de escrita ou um hífen (-) se não. O terceiro personagem é um x (Ou às vezes um s) Se o proprietário tem permissão de execução ou um hífen (-) se não.
  • Se os membros do proprietário do grupo pode ler, escrever ou executar o arquivo ou pasta (como indicado pelos próximos três caracteres, 5 a 7). A R, W, ou x aparece se que a permissão é granted- um hífen (-) aparece se essa permissão não for concedida.
  • Se todo mundo pode ler, escrever ou executar o arquivo ou pasta (como indicado pelos próximos três personagens, 8 a 10). A R, W, ou x aparece se que a permissão é granted- um hífen (-) aparece se essa permissão não for concedida.
  • A contagem da ligação, isto é, de quantos links (nomes), este arquivo tem. Para diretórios, este número é o número de subdiretórios do diretório contém mais 2 (não pergunte).
  • O proprietário do arquivo ou diretório.
  • O grupo ao qual o arquivo ou pasta pertence (proprietário do grupo).
  • O tamanho do arquivo em bytes (caracteres).
  • A data e hora que o arquivo foi modificado pela última vez.
  • O nome do arquivo - finalmente!

Permissões de número

Não é muito difícil descobrir quais permissões um ficheiro tem de olhar para a recolha de rs, Wareia xs na listagem de arquivos. Às vezes, as permissões são escritos de outra maneira, porém: com números. Somente programadores UNIX poderia ter pensado deste método. (É um exemplo de digitadores preguiçosos no seu mais fino.) Permissões numeradas às vezes são chamados permissões absolutos (Talvez porque eles são absolutamente impossíveis de lembrar).

Quando as permissões são expressas como um número, que é um número de 3 dígitos. O primeiro dígito é permissões do proprietário, o segundo dígito é permissões do grupo, e o terceiro dígito é permissões de toda a gente. Cada dígito é um número de 0 a 7. listas Tabela 1 que os dígitos significam.

Tabela 1: permissões absolutos Decoded

dígito

permissões

0

Nenhum

1

executar apenas

2

Escreva somente

3

Escrever e executar

4

Somente leitura

5

Ler e executar

6

Leia e escreva

7

Ler, escrever e executar

» » » » Quem vai lá? Compreendendo permissões em UNIX